Polícia investiga morte de estudante após vídeo íntimo vazar na internet

A Polícia Civil do Piauí investiga a morte de uma estudante de 17 anos que teria cometido suicídio após ter um vídeo íntimo espalhado através do aplicativo Whatsapp.

 

A adolescente Júlia Rebeca foi encontrada morta em seu quarto no município de Parnaíba, no Piauí. A família denunciou que a estudante teria se matado após ser a divulgação da cena em que ela faz sexo com um rapaz e outra garota. A garota foi encontrada enrolada no fio de uma chapinha no último domingo (10). Em mensagens deixadas suas páginas do Instagram e do Twitter, a ela pede desculpas à família.

 

“Eu te amo, desculpa eu não ser a filha perfeita, mas eu tentei… desculpa, desculpa, eu te amo muito, mãezinha.. desculpa, desculpa…!! Guarda esse dia 10.11.13″, escreveu. O delegado Regional de Parnaíba, Rodrigo Moreira, confirmou que abriu inquérito para apurar quem distribuiu o vídeo íntimo da menor.

 

“Solicitamos perícia em celulares e estamos analisando todas as redes sociais que foram usadas para a divulgação do vídeo. Os culpados vão responder por crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente”, disse. Segundo o delegado, familiares e amigos já foram ouvidos. Ele disse que as pessoas que aparecem na gravação também podem ser vítimas. “Pediremos informações também à direção da empresa Whatsapp”, completou. Informações do Portal Terra.