Presos do mensalão recebem visitas fora do horário mesmo após determinação da Justiça

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil / CP
Mesmo após a Justiça do DF determinar “tratamento igualitário” a todos os presos na Penitenciária da Papuda, condenados do mensalão continuam a receber visitas fora dos dias e horários previstos. Segundo um agente penitenciário que trabalha na guarita, familiares do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e do ex-tesoureiro do extinto PL (Partido Liberal) Jacinto Lamas conseguiram entrar no complexo penitenciário, nesta sexta-feira (29).
A pedido do Ministério Público, a Vara de Execuções Penais mandou, nesta quinta (28), dar tratamento igual para visitas e alimentação. À TV Globo, o diretora da Papuda, João Feitosa, negou que houvesse tratamento especial e explicou que a decisão de um dia de visitas diferente para os réus da AP 470 foi tomada por questões de segurança. Ao G1, o MP informou que a recomendação foi dada e que, até então, não tomará novas medidas.