Suspeito de participar da morte de um menino durante um ritual religioso na cidade de Sumé, no Cariri paraíba, Edinho, juntamente com um vizinho, a mãe e o padrasto da vítima, teriam tirado a vida de um menino de 5 anos.

Segundo informações da polícia, o corpo de Éverton Siqueira da Silva foi encontrado, na última terça-feira, em um matagal da cidade.ps1“Esse pai de santo é o responsável por ter feitos as laceração no corpo da vítima”, disse o delegado responsável pelo caso. O pai de santo está sendo ouvido, nesse momento, na delegacia de Sumé.

Segundo informações do Extra, uma vizinha da vítima corroborou a principal linha investigativa da polícia.

“Ela nos contou que foi o padrasto do menino que arquitetou a morte. Ele é frequentador de um terreiro e pressionou a companheira a entregar a si mesma ou o filho para sacríficio. A mulher concordou em entregar o menino”, disse Paulo Ênio Rabelo, titular da delegacia. De acordo com o delegado, o vizinho – marido da testemunha – aceitou participar do ritual religioso porque era amigo do padrasto de Éverton e tinha desavenças com a mãe do menino. A testemunha não está presa.