riacho

Na última segunda-feira (26), um conflito entre ciganos e moradores da comunidade de Gatos de Vesperina, zona rural de Riacho de Santana, no sudoeste baiano, terminou com quatro pessoas mortas e vários feridos. A polícia trabalha com a hipótese de que a rixa entre os quilombolas e a família de ciganos tenha sido iniciada quando Roberto Conceição da Cruz, conhecido como Beto, morador da comunidade, entrou em luta corporal e atingiu o cigano Castilhomar Alves de Souza com uma facada, após este lhe cobrar uma dívida de R$ 20, no mês de junho. De acordo com o Sudoeste Bahia, na briga desta semana, uma criança foi baleada e se encontra em estado grave, enquanto uma senhora com mais de 70 anos foi executada, juntamente com um homem ainda não identificado. Ela era a mãe de Beto. Além disso, os corpos de Marlone Oliveira Silva, conhecido como Garanhão, de 21 anos, e de um homem conhecido como Beiço foram encontrados no início da noite em um veículo a cerca de 1 km de Palmas de Monte Alto. O caso está sendo investigado.