refriA revista médica Circulation publicou o resultado de uma pesquisa que aponta que pessoas que ingeriram bebidas adoçadas com açúcar, principalmente refrigerantes, aumentaram em 30% a chance de desenvolver gordura visceral em torno de lugares perigosos como fígado, pâncreas e intestino. A gordura aumenta o risco de doença cardíaca e desencadeia a resistência à insulina, uma das principais causas da diabetes do tipo dois.

Cientistas do Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue (NHLBI) em Massachusetts, nos Estados Unidos, analisaram mil pessoas de meia-idade durante seis anos. Eles perguntaram a cada participante com que freqüência eles ingeriram bebidas adoçadas com açúcar e bebidas diet e, em seguida, usando um raio-x especializado, calcularam a quantidade de gordura visceral no corpo de cada pessoa no início e no final do projeto.

De acordo com os resultados, as pessoas que ingeriram bebidas açucaradas ou gasosas todos os dias aumentaram em quase um litro a gordura visceral ao longo dos seis anos.

A equipe, que contou com a participação de peritos da Harvard Medical School e Tufts University, em Boston, disse que o estudo acrescenta outra evidência para o crescente corpo de pesquisa que sugere que bebidas doces são prejudiciais à saúde.

Recentemente, o chef e apresentador de TV Jamie Oliver fez um desabafo público e pediu que o parlamento britânico seja “corajoso” e introduza um “imposto do açúcar” na comercialização de refrigerantes e outras bebidas com adição desse ingrediente. David Cameron, atual primeiro-ministro do Reino Unido, no entanto, tem resistido aos apelos.