sebrae

banner-130
engen22
mineraz

:: mar/2016

Caixa aumenta juros para financiamento da casa própria

É a primeira vez no ano que o banco sobe os juros para crédito imobiliário. Taxa para não clientes passa de 9,9% para 11,22% ao ano

caixa
Reajuste deve ser seguido pelos demais bancos, já que a Caixa é o principal financiador de imóveis do país(Daniel Teixeira/AE/VEJA)

A Caixa Econômica Federal aumentou os juros para financiar a casa própria com recursos da poupança. A taxa balcão – para clientes que não são da Caixa – passa de 9,9% para 11,22% ao ano, para compra de imóveis pelo Sistema Financeiro Habitacional (SFH).

Já para o Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), que costuma financiar imóveis acima de 750.000 reais, a taxa para não clientes subiu de 11,5% para 12,5% ao ano. Os valores das novas tributações entraram em vigor na quinta-feira, véspera do feriado de Páscoa.

As novas taxas valem para financiamento de imóveis residenciais, comerciais e mistos. As taxas dos financiamentos com recursos do Programa Minha Casa Minha Vida e do FGTS não sofreram alteração.

É a primeira vez no ano que o banco eleva os juros para crédito imobiliário. O último reajuste ocorreu em outubro do ano passado, quando para não clientes a taxa passou de 9,4% para 9,9% pelo SFH. Já para o SFI havia subido de 11% para 11,5%.

Segundo o banco, “a alteração é decorrente de alinhamento ao atual cenário econômico”. Nos últimos reajustes, a Caixa atribuiu a alta ao aumento da taxa básica de juros (Selic), que está em 14,25% desde setembro de 2015.

O reajuste deve ser seguido pelos demais bancos, já que a Caixa é o principal financiador de imóveis e os índices praticados por ela servem de piso para o resto do mercado.

A decisão acontece duas semanas após a Caixa ter decidido aumentar de 50% para 70% o limite de financiamento de imóveis usados e reabrir o financiamento do segundo imóvel como medidas para reaquecer o setor em meio à crise econômica.

Crise provoca o fechamento de mais de 4 mil fábricas em São Paulo

desemprego

A crise que paralisa a economia brasileira deixa um rastro de empresas desativadas. Só no Estado de São Paulo, 4.451 indústrias de transformação fecharam as portas no ano passado, número 24% superior ao de 2014, quando 3.584 fabricantes deixaram de operar, segundo a Junta Comercial.

O quadro se estende por todo o País, formando um cemitério de fábricas de variados setores, muitas delas fechadas definitivamente, algumas em busca de alternativas para voltar a operar e outras à espera de compradores.

Muitos trabalhadores demitidos não receberam salários e rescisões. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre novembro e janeiro, a indústria brasileira fechou 1,131 milhão de vagas, número recorde para um trimestre.

“As fábricas fechadas e os empregos perdidos viraram pó; não há como reverter esse quadro nos próximos anos”, diz Fabio Silveira, diretor de pesquisas econômicas da consultoria GO Associados.

Algumas das fabricantes foram líderes em seus segmentos, mas não resistiram à queda da demanda e aos altos custos de impostos, energia, juros elevados e à falta de investimentos que secaram, em parte, em razão da queda da confiança no País, somado a erros administrativos e estratégicos.

A desativação de indústrias segue em níveis alarmantes neste ano. Um exemplo é o da cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, onde, só na semana passada, ocorreram anúncios de encerramento de atividades produtivas das metalúrgicas Eaton, Maxion e Randon. (Estadão)

Há outros áudios de Lula que não tiveram divulgação autorizada por Moro

Moro-Lula-300x152Moro deixou fora áudios constrangedores de Lula com aliados políticos.

Por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, o juiz federal Sergio Moro encaminhará em breve a justificativa para ter liberado a divulgação de áudios envolvendo o ex-presidente Lula em sua tentativa de se tornar ministro da Casa Civil.

Moro dirá que selecionou as gravações ligadas ao esforço do governo de obstruir o trabalho da Justiça e as relacionadas à ocultação de patrimônio. Ficaram de fora áudios constrangedores de Lula com aliados políticos.

Suspeito de assalto é espancado por populares em Simões Filho; veja o vídeo

POPULAÇÃOUm suspeito de assaltado foi espancado por populares em Simões Filho, no Centro de Abastecimento da cidade, na manhã desta segunda-feira (28). Segundo testemunhas, ele e um comparsa tentaram roubar um carro e chegaram a retirar a carona do veículo, quando para a surpresa dos bandidos, populares reagiram.

Um dos suspeitos conseguiu fugir, enquanto o outro foi capturado e espancado por várias pessoas que passavam pelo local. Para a sorte do suspeito, policiais militares chegaram e impediram o espancamento. Confira o vídeo:

FAMÍLIA SOFRE COM O DESAPARECIMENTO DO CÃOZINHO BABALOO

BABALOO1 Na última quinta-feira (23) por volte de 14:00 hs, um Cãzinho de cor preta e que atende pelo nome de Babaloo, saiu de casa para dar um passeio na rua, o mesmo avistou outros Cãozinhos e acabou seguindo os mesmo.

O Cãozinho Babaloo, acabou se perdendo pois ficou envolvido com os outros animais e não conseguiu encontrar o caminho de casa.

O Cãozinho Babaloo foi visto pela última vez, na rua, Edmundo Alves de Souza conhecida como “Rua dos Bichos” no bairro Clodoaldo Costa.BABALOO

A família sofre com o desaparecimento do Animalzinho querido e pede para quem encontrou ou encontrar, entrar em contato pelos fones: 77-3261-9870 ou 77- 99996-4294.

Quem encontrou ou encontrar, Será bem gratificado.

Censo escolar aponta que 3 milhões de crianças entre 4 e 17 anos estão fora da escola

sensoDados do Censo Escolar 2015 indicam que 3 milhões de pessoas entre 4 e 17 anos de idade estão fora da escola no Brasil. A pesquisa divulgada pelo Ministério da Educação indica ainda que as matrículas diminuíram em todas as etapas de ensino, menos na creche, que atende as crianças até os 3 anos de idade.

A educação entre 4 e 17 anos é considerada obrigatória no país e o Plano Nacional de Educação (PNE) estipula que todas as crianças e jovens nessa faixa etária devem estar matriculadas.

O Censo também mostra que a pré-escola, voltada para crianças de 4 e 5 anos, teve uma redução de 1% de matrículas em relação a 2014, passando de 4,96 milhões para 4,92 milhões, aproximadamente. Quanto ao ensino médio, houve redução de 2,7% nas matrículas e o número de estudantes passou de 8,3 milhões para 8,1 milhões.

“Nos dois casos, ainda tem um percentual alto de crianças fora da escola e a gente não pode desperdiçar essa janela de oportunidade, de conseguir inserir mais crianças na rede escolar”, diz a superintendente do Todos Pela Educação, Alejandra, Meraz Velasco.

Jovem morre eletrocutada quando pranchava o cabelo

meUma adolescente morreu no sábado (26) no município de Pé de Serra, na região nordeste da Bahia. Vanessa Silva Oliveira, 14 anos, faleceu após receber um choque elétrico quando estava pranchando o cabelo com as mãos molhadas.

Segundo informações de familiares, a jovem tocou em um fio desencapado e recebeu a descarga elétrica. Ela ainda foi levada para o hospital de Pé de Serra, mas não resistiu.

Fonte: Varela

Incêndio atinge pátio do fórum de Sento Sé e nove carros são destruídos

sentose_fogo

Um incêndio atingiu o pátio do Fórum Desembargador Osvaldo Nunes, no município de Sento Sé, na noite de domingo (28). Nove carros que estavam estacionados no local, usado como depósito das apreensões da polícia, foram destruídos pelo fogo.

.sentose_fogo_noite

Apesar de o incêndio não ter chegado a atingir o prédio, conforme um trabalhador do local, o funcionamento do fórum foi suspenso na manhã desta segunda-feira (28) porque há risco de curto-circuito na fiação elétrica de três salas.

incendio_larga

Segundo a delegacia da cidade, populares ajudaram a conter o fogo, que foi controlado ainda na noite de domingo, por volta das 19h.

Apenas um vigilante estava no fórum no momento do incêndio, mas ninguém ficou ferido.

fogo_carro

Conforme o funcionário, o extintor do fórum estava vencido e o equipamento de um hospital nas proximidades foi usado para conter o fogo.

A polícia investiga a hipótese de que o incêndio foi causado por faíscas de fogos de artifício que foram usados durante a “Congada”, manifestação cultural da região.

O FIM DA INSÔNIA: MÉDICO DESCOBRE MÉTODO QUE VAI FAZER VOCÊ DORMIR EM MENOS DE 5 MINUTOS!

insôniaA insônia é um problema que pode trazer graves consequências.

E, por isso,  precisa ser tratada com seriedade.

Mas um conselho: antes de usar medicamentos que vão terminar levando você a uma dependência química, tente soluções naturais.

Uma dessas soluções pode ser o método de respiração que vamos ensinar neste post.

Ele foi desenvolvido pelo dr. Andrew Weil, um americano que estuda meditação, respiração e várias maneiras de combater o estresse.

E é muito fácil de fazer.

O método é conhecido como 4-7-8 e promete provocar sono em menos de 5 minutos.

Ele se resume simplesmente a uma técnica especial de respiração.

Corrigir o ritmo respiratório permite que os níveis de oxigênio no sangue se regularizem.

Por causa do ritmo acelerado de vida que levamos, respiramos de uma maneira mais rápida e menos profunda que deveríamos.

Isso produz um desequilíbrio de oxigênio que afeta todo o organismo.

Como o método 4-7-8 corrigimos isso e conseguimos um relaxamento profundo.

Além disso, quando sofremos de ansiedade, estresse, nervosismo ou estamos preocupados, nossos níveis de adrenalina sobem, dificultando o sono.

O método 4-7-8 atuará contra esse desequilíbrio e trará o sono de volta porque funciona como um sedante natural, normalizando a frequência cardíaca.

O criador do método, o professor Andrew Weil, é doutor em ciências médicas da Universide de Harvard.

Em suas pesquisas para combater estresse e inônia, o professor  encontrou esta técnica, praticada há séculos pelos melhores mestres de ioga da Índia.

Este método é extremamente seguro.

Ele pode ser praticado por qualquer pessoa, inclusive por hipertensos.

E o bom é que ele faz as pessoas se sentirem mais tranquilas, relaxadas, e isso é positivo para todo problema de saúde.

Como se pratica o método 4-7-8?

É superfácil.

Simplismente você inspira o ar pelo nariz durante quatro segundos, mantém o ar nos pulmões por sete segundos e exala pela boca durante oito segundos.

Veja o passo a passo:

:: LEIA MAIS »

ALDAIR PERDE O CONTROLE DA POP 100 NO PARQUE POLIESPORTIVO DA LAGOA COLIDE COM UM POSTE E VAI PARA CONQUISTA EM ESTADO GRAVE.

 

popi

Um grave acidente automobilístico foi registrado na noite deste Domingo de Páscoa (27) no Parque Poliesportivo da Lagoa.

Segundo informações de populares que estavam no local, Aldair Silva, estava pilotando uma moto Honda/Pop 100, na avenida Cinquentenário no Parque da Lagoa, quando perdeu o controle da Motocicleta e acabou colidindo com um Poste de  Concreto e Ferro.

Populares prestaram o primeiros socorros e acionaram o SAMU 192. Assim que a equipe do SAMU chegou, fez os procedimentos de rotina e  encaminhou o Jovem Aldair até o Hospital Cristo Redentor/FJS.

Segundo os socorristas do SAMU, a situação de Aldair é preocupante e ele pode ter sofrido Traumatismo Craniano.

Assim que chegou ao HCR, a equipe do SAMU foi orientada a encaminhar o Paciente as pressas para o Hospital de Base de Vitória da Conquista.

Segundo ainda informações o jovem é morador do bairro Otávio Camões.

Familiares e amigos estão orando pela saúde de Aldair Silva.

Por Eliomar Barreira

5 maneiras de reduzir a gordura do braço

antes e depois

A gordura do braço não parece muito atraente e, é um efeito do excesso de comida, problemas de saúde, ou até mesmo a perda de peso em outras áreas do corpo e não na área do braço o que os torna flácida. No inverno, eles não parecem incomodar muito, porque ficam cobertos, mas no verão, quando está quente lá fora e você tem que usar camisas e vestidos de mangas curtas, eles estão definitivamente inestético. Se você quer ver a gordura do braço desaparecer, você tem que começar a adotar alguns hábitos saudáveis, comer a comida certa e exercício! Vamos indicar cinco exercícios que você pode começar a fazer para reduzir, e, a boa notícia é que você também pode fazê-los em casa ou no escritório (não diga ao seu chefe!).

5 maneiras que você pode reduzir a gordura do braço:

1. Pular corda – contribui não só para reduzir a gordura do braço, mas ajuda a reduzir toda a sua gordura corporal. Compre uma corda e comece a se exercitar. Os músculos do braço vai começar a fazermovimentos circulares.

2.Alongamento – tonifica os músculos na área do braço e leva-os para o formato certo. A boa notíciasobre o alongamento é que você pode fazê-lo, mesmo quando você está no escritório. Comece a esticar mais!

3. Pulso Rotativo – funciona melhor quando você mantém alguns pesos em seus braços. Tenhacuidado, você não precisa de pesos muito pesados, seus músculos do braço precisa apenas de um pequeno desafio. Você pode segurar os pesos em suas mãos e estendê-los para a frente, mantendo-os firmes. Ao mesmo tempo que você pode girar o pulso para dentro e para cima, na medida do possível. :: LEIA MAIS »

Atenção: 4 tipos de dor de cabeça que podem ser sinal de AVC: aprenda a identificar

Estresse, fome, postura e cansaço são alguns dos fatores que costumeiramente associamos à dor de cabeça, um sintoma chato, mas que todo mundo (ou quase) já sentiu na vida. Mas existem situações em que ela não deve, de maneira nenhuma, ser ignorada. A seguir, o neurologista Renato Anghinah, do Hospital Samaritano (São Paulo), explica em quais situações a dor de cabeça é preocupante e pode ser sinal de um AVC. Confira a seguir.

Dor de cabeça: tipos graves que podem ser AVC

O neurologista explica que existem tipos de dor de cabeça que são mais preocupantes e, para identificá-los, é preciso observar o padrão, frequência e evolução da dor. Por exemplo, caso a dor não melhore ou apareça frequentemente, o ideal é procurar um médico para tratar o problema.

Além disso, existem algumas características da dor que indicam que você deve procurar um serviço médico de urgência em função do risco de ter um AVC. São elas:

Dor de cabeça súbita

A dor de cabeça que surge de repente e em poucos segundos se torna muito intensa merece toda sua atenção. Isso porque, de acordo com Renato Anghinah, pode se tratar de uma ruptura ou distensão de aneurisma cerebral

A ruptura de um aneurisma gera um Acidente Vascular Cerebral (AVC), ou seja, o extravasamento de sangue do vaso para o tecido cerebral.

A confusão entre os sintomas pode causar demora em procurar atendimento e agravar as sequelas do AVC.

Um AVC hemorrágico acontece quando um vaso “estoura” no cérebro

Dor de cabeça incomum

:: LEIA MAIS »

Mosquitos já transmitem 37 vírus no Brasil

zika111Após o vírus zika surpreender com sua rápida disseminação e possível associação com a microcefalia, especialistas brasileiros alertam para os riscos de outras doenças virais transmitidas por mosquitos, as chamadas arboviroses. Nas últimas três décadas, mais que dobrou o número de arbovírus catalogados no Brasil.

Segundo registros do Instituto Evandro Chagas, órgão referência em medicina tropical e vinculado ao Ministério da Saúde, já circulam no território nacional 210 arbovírus, ante 95 na década de 1980.

Pelo menos 37 são capazes de provocar doenças em humanos e três deles chamam a atenção por já terem causado pequenos surtos em áreas urbanas. Uma delas é a febre do Mayaro, doença com sintomas parecidos com os da chikungunya e transmitida por mosquitos do gênero Haemagogus, mesmo vetor da febre amarela silvestre. A arbovirose já foi registrada em vários Estados do Norte e Centro-Oeste.

Os mais recentes dados epidemiológicos disponíveis no site do Ministério da Saúde mostram que, entre dezembro de 2014 e junho de 2015, foram 197 notificações distribuídas por nove Estados brasileiros. Não há registros de mortes provocadas pela doença, mas, assim como na chikungunya, os infectados podem permanecer com dores articulares por semanas ou meses.

Caracterizada por quadros febris altos e dores intensas de cabeça, a febre do Oropouche é outra arbovirose que já causa surtos localizados, sobretudo em Estados da região amazônica, até mesmo em bairros de capitais como Manaus e Belém. Transmitida por um mosquito conhecido como maruim, do gênero Culicoides, a doença já foi notificada nas últimas décadas em todas as regiões brasileiras, com exceção do Sul, e também não costuma levar à morte.

:: LEIA MAIS »

“Nesta fase do impeachment, situação de Collor era melhor que a de Dilma”

Dilma x collor

Líder do PMDB gaúcho analisa semelhanças e diferenças entre a situação de Dilma e de Collor

Para o deputado estadual Ibsen Pinheiro, a petista é alvo de mais acusações de crime de responsabilidade, mas que não se pode ignorar mobilização de setores próximos ao PT

A seu favor, a presidente Dilma Rousseff tem a capacidade de mobilização de setores historicamente próximos a seu partido, o PT. Por outro lado, na comparação com a mesma fase do processo de impeachment contra Fernando Collor, ela é alvo de um maior número de acusações de crime de responsabilidade.

Essa é a avaliação do deputado estadual Ibsen Pinheiro, líder do PMDB gaúcho e uma das principais testemunhas do início da queda do ex-presidente.

Ele faz uma previsão: se a votação for apertada, a presidente tende a escapar do impeachment. “Se for necessário convencer deputado, cantar deputado e contar deputado, é porque não haverá o clima avassalador que reduziu a pó a maioria que tinha o presidente Collor antes da votação”, diz, ao explicar que a situação à época foi definida por causa do “pequeno”, mas “vergonhoso” episódio do veículo Fiat Elba adquirido com recursos provenientes de corrupção.

Para Pinheiro, assim como Collor, os próximos fatos é que selarão o destino de Dilma. Confira abaixo os principais trechos da entrevista:

BBC Brasil – Em julho passado, o sr. disse à BBC Brasil que não via uma crise político-institucional e, por isso, não havia clima para impeachment. E agora?

Ibsen Pinheiro – Lembro de ter dito que faltavam dois elementos: o primeiro é técnico, é o jurídico, a tipificação da conduta. E o segundo é o político-popular. Ninguém cogita destituir o presidente por um fato menor, ainda que bem definido, como a pedalada fiscal. Não me parecia fundamento para um impeachment, e também não via a presença do sentimento popular.

Bom, as coisas se alteraram, especialmente após a delação do senador Delcídio do Amaral envolver a presidente e o ex-presidente Lula. Posteriormente, as gravações determinadas pelo juiz Sergio Moro trazem também a presença dos dois em atividade que, em tese, alguns já definem como tentativa de intervenção em investigação judicial. O que aí teria também a característica de configurar, em tese, crime de responsabilidade.

O sentimento popular agora tem um grau de mobilização espontânea muito significativo, e a definição do fato corresponde à tipificação do crime de responsabilidade.

BBC Brasil – Mesmo ainda sem comprovação, a delação do Delcídio piora muito a situação da presidente?

Ibsen Pinheiro – A comprovação é um pré-requisito essencial, mas, num processo de impeachment, o julgador, que é o deputado no primeiro momento e o senador no segundo, não é um técnico nem um jurista, salvo exceções.

Um exemplo concreto: houve um senador que foi gravado incidentalmente, pois o monitorado era seu interlocutor, por decisão de um juiz de primeiro grau. Logo faltava a decisão do foro especial, que é o Supremo. Falo do senador Demóstenes Torres (ex-DEM) e do bicheiro Carlinhos Cachoeira.

Ibsen Pinheiro comandou o processo que afastou Fernando Collor da presidênciaIbsen Pinheiro comandou o processo que afastou Fernando Collor da presidência
Reprodução/Facebook
Ibsen Pinheiro comandou o processo que afastou Fernando Collor da presidência
Num processo criminal, essa prova não pode ser usada, mas o senador perdeu o mandato por causa dessa conversa. Porque o julgamento político ocorreu: “não podemos ignorar esse fato, ele é verdadeiro e grave”. Então foi fundamento para a cassação.

BBC Brasil – É como se, no processo no Congresso, o imoral pesasse mais do que o ilegal?

Ibsen Pinheiro – Num processo político, o fundamento moral tem mais peso. Mas o peso decisivo é o fundamento político aliado à percepção dos fatos. Se o fato está comprovado, pouca relevância tem se essa comprovação surgiu com o devido processo legal ou por uma escuta ilegal.

BBC Brasil – A Comissão Especial está instalada, e já corre o prazo para a defesa da presidente. O que é determinante agora?

Ibsen Pinheiro – A primeira manifestação relevante da comissão vai ser a última, que é o parecer. Ela agora está fazendo reuniões que a rigor são preparatórias, não houve a defesa ainda. Ela vai ouvir especialistas, juristas, mas essa é uma atividade mais midiática do que de conteúdo. Embora possa ser útil, claro, para discutir em tese o problema.

BBC Brasil – Se formos comparar com o mesmo momento do caso Collor, em 1992, a situação de Dilma é melhor ou pior?

Ibsen Pinheiro – Melhor num aspecto e pior num outro. Pior porque o volume de acusações compatíveis com a definição do crime de responsabilidade é maior por causa da quantidade de delações, das entrevistas e das gravações.

No caso de Collor, as acusações pesadíssimas não eram contra ele, eram contra PC Farias. As acusações de cumplicidade eram importantes do ponto de vista político, mas não tiveram comprovação. A entrevista do irmão, do motorista, eram genéricas: Passavam a ideia de verdade, mas não tiveram comprovação. Um pequeno fato, e vergonhoso, foi o fator decisivo: o Fiat Elba.

A situação dele, até o Fiat Elba, era menos carregada de acusações de crime de responsabilidade.

BBC Brasil – E em que ponto Dilma está em melhor situação?

Ibsen Pinheiro – Ela pode estar minoritária, mas não está isolada. Ao contrário do Collor, foi candidata de um grande partido, o PT, e com apoio de um partido pequeno, mas com grande tradição política, o PC do B. E esses partidos têm base e têm inserção social, especialmente em alguns setores da vida sindical e estamentos sociais de grande vinculação política e ideológica com o PT. É um número significativo, como se viu nas manifestações a favor do governo.

Para Pinheiro, caso a votação seja apertada, o impeachment não vai passarPara Pinheiro, caso a votação seja apertada, o impeachment não vai passar
Dida Sampaio/Estadão Conteúdo – 22.03.16
Para Pinheiro, caso a votação seja apertada, o impeachment não vai passar
Eu diria que a opinião pública mobilizou-se a favor do impeachment, esse é o sentimento generalizado. Mas que os setores dos quais o PT tem ramificações, influência e história, junto com o PC do B, têm uma capacidade de mobilização significativa.

BBC Brasil – Se o sr. pudesse fazer uma aposta agora, diria que ela vai cair?

Ibsen Pinheiro – Não há clareza hoje para afirmar. Escuto e leio com frequência que a presidente precisa de 172 votos. Não, não precisa. Ela precisa que os votos contra, as abstenções e as ausências somem 172 deputados.

Então, em vez de responder sim ou não, vou responder condicionado: se for por votação apertada, acho que não passa (o impeachment). Se for necessário convencer deputado, cantar deputado e contar deputado, é porque não haverá o clima avassalador que reduziu a pó a maioria que tinha o presidente Collor antes da votação.

BBC Brasil – Esse clima existe agora?

Ibsen Pinheiro – O clima está em um processo de mudança muito acelerado. E ele depende de fatos também. Doutor Ulysses (Guimarães) dizia que tudo é importante na vida política, mas a cadeira principal pertence à sua excelência, o fato. Não posso adivinhar nem especular, mas pode ocorrer algo que altere profundamente a situação.

Lembro que o Collor, no começo, tinha do seu lado duas das maiores bancadas – o PDS, antiga Arena, e o PFL. E tinha outra bancada grande, que era de quase uma centena de deputados do PMDB. Sei bem porque era o líder da bancada, tínhamos 235 deputados. E desses, quase uma centena votou a favor do confisco da poupança, embora a liderança tenha combatido tenazmente. E votaria com o Collor no caso do impeachment.

Mas a sucessão dos fatos – a entrevista do irmão, do motorista, o Fiat Elba –, devastou (o apoio).

BBC Brasil – O PMDB está ensaiando um rompimento com o governo. Como o senhor avalia isso?

Ibsen Pinheiro – É uma profunda alteração e aceleração de um sentimento do PMDB. Vejo festejando de um modo singular, porque o PMDB gaúcho foi contra essa coligação antes da eleição. Tivemos de dizer ao Michel Temer que o apreço que tínhamos por ele não seria afetado, mas nós não votaríamos na chapa que integrava.

Nunca quisemos essa parceria porque nunca apreciamos as políticas públicas do PT. Entendemos como profundamente equivocado você fundamentar políticas sociais no endividamento. Isso é cruel com os supostos beneficiários. Porque quando essa política não se sustenta, são os mais vulneráveis que pagam a conta.

Não fizemos nenhuma indicação ao governo Dilma. Não houve nenhum representante do PMDB gaúcho.

BBC Brasil – Mas o Eliseu Padilha esteve lá, na Aviação Civil.

Ibsen Pinheiro – Mas não representava o PMDB gaúcho. Foi porque recebeu um convite pessoal. Antes dele foi o Mendes Ribeiro (na Agricultura, morto no ano passado). Nós convivemos com isso, o PMDB não expulsa os seus divergentes. Ainda bem, porque já fui divergente. Eles não representavam o PMDB gaúcho. Representavam o PMDB nacional? Pode ser.

Agora, o sentimento pela saída é muito forte. Nesta semana o deputado Osmar Terra, na reunião da Executiva, nos informou que já são 13 os diretórios estaduais que apoiam o afastamento. Treze é a um diretório da maioria absoluta. Embora a votação não seja por diretório, e sim por membro do Diretório Nacional, intuo que está se construindo um sentimento muito amplo pelo afastamento.

Não sei se é necessariamente pelo impeachment, não é isso que estará se votando.

BBC Brasil – Por quê?

Ibsen Pinheiro – Houve um fato que agravou em muito (a relação), que foi a posse do ministro Mauro Lopes (deputado do PMDB, na Aviação Civil). Ora, foi uma decisão unânime da Convenção Nacional que o PMDB, neste prazo para estudar o afastamento, não aceitasse nomeação.

Fernando Collor atualmente é senador pelo estado do Alagoas desde 2007Fernando Collor atualmente é senador pelo estado do Alagoas desde 2007
WALDEMIR BARRETO/ AGÊNCIA SENADO
Fernando Collor atualmente é senador pelo estado do Alagoas desde 2007
O PMDB não gostou da atitude de seu deputado e não gostou também da atitude da presidente, pareceu uma afronta ao PMDB. Ela poderia ter esperado mais duas semanas para fazer a nomeação depois da reunião do Diretório Nacional. Este fato incrementou enormemente a tendência pelo afastamento. É o mais provável hoje.

:: LEIA MAIS »

Em mensagem de Páscoa, papa pede ‘armas do amor’ contra o terrorismo

Francisco lembrou as vítimas de atentados terroristas em diversas partes do mundo

Papa 123
Papa Francisco oferece a tradicional bênção Urbi et Orbi, no final da missa de Páscoa na Praça de São Pedro, no Vaticano – 27/03/2016 (Osservatore Romano/Reuters)

O papa Francisco pediu ao mundo em sua mensagem de Páscoa neste domingo que use as “armas do amor” para combater o mal da “cega e brutal violência”, após os atentados terroristas na Bélgica e no Iraque. O pontífice também demonstrou seu pesar com o fato de que refugiados que escapam da guerra e da miséria permanecem sem poder entrar na Europa.

Sob forte esquema de segurança, dezenas de milhares de pessoas enfrentaram longas filas de revista para acompanhar a mensagem de Páscoa de Francisco do balcão da Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Em sua tradicional benção Urbi et Orbi (para a cidade e o mundo), feita duas vezes ao ano, o papa falou sobre as vítimas do terrorismo. “Que ele (Jesus ressuscitado) nos aproxime nesta festa de Páscoa das vítimas do terrorismo, de formas cegas e brutais de violência que continuam a derramar sangue em diferentes partes do mundo.”

Francisco mencionou os ataques na Bélgica, onde pelo menos 31 pessoas foram mortas por extremistas islâmicos, bem como aqueles no Iraque, Turquia, Nigéria, Chade, Camarões e Costa do Marfim. “Com as armas do amor, Deus derrotou o egoísmo e a morte”, disse o líder da Igreja Católica. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia