unnamed-1-5-480x320

O governo da Bahia continua a sua negociação com empresas chinesas para a realização de investimentos em projetos estruturantes como: a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e o Porto Sul. Rui Costa disse que a mão-de-obra vai ser valorizada, durante a construção dos equipamentos. O encontro entre Rui e os chineses ocorreu nesta última segunda-feira (27)

“No início da nossa conversa, já tinha dito a eles que o modelo utilizado na África, com 100% de aproveitamento da mão de obra chinesa, não nos interessa”, disse Rui. “Eles podem até trazer especialistas, porque têm tecnologia e conhecimento quem podem servir de aprendizado para nossos engenheiros e técnicos, mas a maior parte da mão de obra tem que ser nossa”, completou o governador

Rui Costa ainda disse que reuniões no Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador já estão agendadas. Um dos assuntos que vão ser discutidos é a construção da ponte Salvador-Itaparica, projeto em estudo aprofundado pelos chineses. No mês de março, o Governo do Estado informou que vai ter um encontro com os sócios da Bahia Mineração (Bamin), com os quais os chineses querem firmar parceria, “para bater o martelo sobre o Porto Sul”.