A vigilância epidemiológica de Itapetinga alerta a todos sobre os riscos de acidente com escorpião. O verão, com seu clima úmido e quente, é ideal para o aparecimento desse tipo de animal peçonhento.

Segundo Márcio Ribeiro, Coordenador de Divisão de Endemias do município, o escorpião se abriga em entulhos, por isso “a limpeza do ambiente e a adoção de hábitos simples são fundamentais para prevenir picadas”.

O Ministério da Saúde orienta a usar telas em ralos de chão, pias e tanques, além de vedar frestas nas paredes e colocar soleiras nas portas para evitar a entrada do animal. Os cuidados incluem ainda afastar camas e berços das paredes e vistoriar roupas e calçados antes de usa-los.

Em áreas externas, a principal dica é manter jardins e quintais livres de entulhos, folhas secas e lixo doméstico. Também é importante manter todo lixo em sacos plásticos bem fechados para evitar baratas que servem de alimento e, portanto, atraem os escorpiões.

Segundo a Secretaria de Saúde, a maioria dos acidentes com escorpiões é leve. A pessoa apresenta dor imediata, vermelhidão, inchaço leve por acúmulo de líquido e sudorese localizada, com tratamento sintomático. No entanto, alerta, as picadas por escorpião-amarelo pode levar a casos graves e requer a aplicação do soro em tempo adequado.

Por isso, em qualquer caso, as recomendações incluem ir imediatamente ao hospital de referência mais próximo e, se possível, levar o animal ou uma foto para identificação da espécie. Limpar o local da picada com água e sabão, de acordo com a Vigilância, pode ser uma medida auxiliar desde que não atrase a ida ao serviço de saúde.

Caso encontre escorpião em casa, o itapetinguense pode ligar para 3262 1654 ou 3262 1991 e acionar a Vigilância Epidemiológica.

RK