sebrae
banner-130
engen22
mineraz

:: 5/jun/2022 . 21:32

ITAPETINGA: HOMEM É MORTO COM DISPAROS DE ARMA DE FOGO NO PARQUE POLIESPORTIVO DA LAGOA

Na noite deste domingo (05), um jovem foi assassinado com disparos de arma de fogo no Parque Poliesportivo da Lagoa.

Sem saber o que estava ocorrendo, os presentes se assustaram e houve muito pânico e correria.

Segundo as primeiras informações, uma dupla chegou em uma moto, e já desceram atirando, a vítima que estava sentado, esperando assar uma carne em um estabelecimento, não conseguiu se proteger dos disparos. Ele morreu no local.

As Polícias Civil e Militar fazem incursões no sentido de identificar e prender a dupla.

PRESIDENTE DO STJ SUSPENDE DECISÃO QUE LIBEROU SHOWS DA FETA BANANA

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, suspendeu a decisão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) que liberava a realização da XVI Festa da Banana, no município de Teolândia, no sul do estado (relembre aqui). Neste domingo, o evento contaria com uma apresentação do cantor sertanejo Gusttavo Lima, contratado por R$ 704 mil.

Com a decisão do STJ, volta a valer a suspensão dos shows, determinada pelo Juízo da Vara Cível de Wenceslau Guimarães, atendendo a um pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

O MP-BA acionou a Justiça após suspeitas de irregularidades nos gastos com a organização do evento, sobretudo com relação ao cachê pago ao cantor Gusttavo Lima.

Segundo o ministro Humberto Martins, o gasto de altos valores para um município de apenas 20 mil habitantes e em situação de emergência declarada justifica a providência tomada inicialmente de suspender a realização do evento.

“Cuida-se de gasto deveras alto para um município pequeno, com baixa receita, no qual, como apontado pelo Ministério Público da Bahia, o valor despendido com a organização do evento chega a equivaler a meses de serviços públicos essenciais”, afirmou o ministro.

UM ROBÔ CHINÊS CONSEGUIU CLONAR PORCOS SEM AJUDA DE NINGUÉM. E AGORA?

Técnica de clonagem de porcos usada por empresa chinesa poderia contribuir para a produção de alimentos - Lucia Macedo/ Unsplash

Uma empresa de biotecnologia chinesa usou robôs autônomos capazes de analisar problemas e tomar decisões por si só, movidos por inteligência artificial (IA). A primeira aplicação que a Clonorgan Biotechnology executou, em um projeto realizado em parceria com a Universidade de Nankai, na província de Chengdu, foi a clonagem de porcos de forma automatizada.

De acordo com os testes realizados pela Clonorgan, o uso de robôs movidos a IA elevou a taxa de sucesso para 27,5%. A explicação é simples: robôs erram menos e danificam menos as células ao manipulá-las.

Se for aplicado em escala, os ganhos deste procedimento são enormes.

O primeiro, mais óbvio, é baixar o custo. Ao liberar a cara e altamente treinada mão de obra científica, reduz-se o custo da clonagem.

O segundo é igualmente auspicioso: quando a produtividade sobe de 10% para 27,5 %, você consegue gerar quase três vezes mais porcos clonados com o mesmo esforço. (Veja)

RK

ANITTA DIZ QUE JÁ NEGOU PROPOSTAS DE DESVIO DE VERBA PARA SHOWS DE PREFEITURAS

Anitta diz que já negou propostas de desvio de verba para shows de prefeituras

A cantora Anitta afirmou que já recebeu propostas de desvio de verbas para shows pagos por prefeituras. A fala está em entrevista ao Fantástico que foi ao ar no domingo, 5, e que teve trecho compartilhado no horário do Jornal Nacional do último sábado, 4.
“Eu já recebi propostas, eu e meu irmão. ‘Você cobra tanto, aí eu vou e pego um pedaço.’ Eu falei não”, disse na entrevista, feita no Museu Madame Tussauds, em Nova York. O irmão, Renan Machado, é empresário da cantora.

Um comentário sobre Anitta foi o pontapé inicial dos pedidos por uma CPI do Sertanejo, que investigaria o desvio de verbas públicas para pagamento de shows.
O cantor Zé Neto, da dupla com Cristiano, disse em Sorriso (MT), no dia 12 de maio: “Nós somos artistas que não dependemos da Lei Rouanet. O nosso cachê quem paga é o povo. A gente não precisa fazer tatuagem no … para mostrar se a gente tá bem ou não”. A referência do cantor foi a uma tatuagem íntima feita por Anitta.
A declaração fez com que usuários nas redes sociais começassem a apontar que, embora não usem da lei, os cantores de sertanejo costumam fazer apresentações pagas com verba municipal, que também é dinheiro público. A prática, comum entre artistas de todos os espectros políticos, a priori, não é ilegal.
Nas redes, usuários mostraram que Zé Neto recebeu R$ 400 mil da prefeitura de Sorriso pelo show realizado na 33ª Exporriso, o mesmo em que fez a declaração sobre Anitta.
Desde então, uma série de investigações sobre os cachês de prefeituras a artistas do mundo sertanejo foram iniciadas. Na semana passada foi revelado que a Prefeitura de Conceição do Mato Dentro (MG) pagaria ao cantor Gusttavo Lima um cachê de R$ 1,2 milhão. O Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) instaurou procedimento para apurar o pagamento de R$ 2,3 milhões pela prefeitura de Conceição do Mato Dentro aos cantores que se apresentariam no mesmo evento na cidade em junho. Após polêmicas, o evento foi cancelado.
Como revelou o Estadão, o cantor também usufruiria de uma fatia do R$ 1,9 milhão destinado pelo deputado André Janones (Avante-MG), que é pré-candidato à Presidência, para bancar uma festa com estrelas da música sertaneja em Ituiutaba (MG), sua cidade natal.

RK

BOLSONARO VAI VOLTAR AO LOCAL ONDE SOFREU FACADA DE 2018

Bolsonaro vai voltar ao local onde sofreu facada de 2018, aponta colunista

Aliados de Jair Bolsonaro (PL) preparam um retorno do presidente em grande estilo a Juiz de Fora, onde ele foi vítima da célebre facada durante a campanha de 2018. A volta ao palco do atentado está prevista para o dia 3 de julho.

Segundo Lauro Jardim, o presidente não fará passeios a pé, desta vez. Bolsonaro deverá liderar uma motociata, que está sendo organizada pelo seu amigo de décadas e ex-assessor Waldir Ferraz, o Jacaré.

RK

‘SURPREENDE, MAS NÃO DEVERIA’, DIZ VIROLOGISTA BRASILEIRA QUE ASSESSORA A OMS SOBRE A VARIOLA DOS MACACOS

Alguns países do continente africano vivem há anos surto da doença, mas ela só acendeu sinal de alerta ao se disseminar rapidamente em países ricos nas últimas semanas

Um surto de varíola do macaco atinge a Nigéria desde 2017
Até o começo de maio, casos eram associados diretamente a viagens ao continente africano
Especialista diz que cepa menos agressiva do vírus é ponto positivo na contenção
Em menos de um mês, mais de 900 casos de varíola do macaco foram detectados em países fora do continente africano, onde em algumas localidades a doença é endêmica (ocorre com frequência). Autoridades sanitárias globais acenderam um sinal de alerta na tentativa de frear o avanço do surto. Para quem estuda o assunto há décadas, algo semelhante já poderia ser imaginado se o mundo olhasse com mais atenção ao que acontece na África.

Em entrevista ao R7, a virologista Clarissa Damaso, do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e membro Comitê Assessor da OMS (Organização Mundial da Saúde) para Pesquisa com o Vírus da Varíola, é taxativa ao dizer que “as evidências estavam aí para mostrar que alguma hora isso [surto fora da África] iria acontecer, se não fosse com monkeypox [nome em inglês da varíola do macaco], [seria] com outra doença”.

As evidências as quais ela se refere são surtos em andamento em países como a Nigéria, que desde 2017 já registrou mais de 500 casos suspeitos e 200 confirmados, segundo a OMS.

“De 2009 a 2019, a República Democrática do Congo acumulou mais de 18 mil casos de monkeypox”, complementa a pesquisadora, que estuda o vírus da varíola há 35 anos.

Em seu site, o CDC (Centros para Prevenção e Controle de Doenças) dos Estados Unidos, descreve que “casos de varíola do macaco em pessoas que ocorreram fora da África estão ligados a viagens internacionais ou animais importados, incluindo casos nos Estados Unidos, bem como em Israel, Cingapura e Reino Unido”.

Todavia, o surto atual mudou um pouco do que já havia sido visto sobre a varíola do macaco, a começar a pela dificuldade – ou quase impossibilidade – de rastrear as pessoas que teriam viajado com o vírus da África para a Europa.

O primeiro caso recente foi notificado no Reino Unido em 6 de maio, de um homem com histórico de viagem para a Nigéria. Alguns dias depois, outras duas pessoas que vivem juntas foram diagnosticadas com varíola do macaco, mas que não tiveram (aparentemente) nenhum contato com o caso inicial.

“O surto atual é a primeira vez que o vírus foi transmitido de pessoa para pessoa na Inglaterra, onde as ligações de viagem para um país endêmico não foram identificadas”, afirmou nesta semana a UKHSA (Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido).

 

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia