banner-130
engen22
mineraz
gerado por GADWP 

:: ‘Eleições 2014’

VÍDEO: A duríssima fala do ministro Gilmar Mendes, do TSE, condenando Dilma e Lula por declarações feitas na campanha, inclusive a frase de Lula “eles não sabem do que somos capazes de fazer para garantir a reeleição”. Sobre Lula: “Pessoas que ocuparam cargos públicos têm que se comportar com alguma dignidade”, ensinou

Gilmar-Mendes-mensalao-Foto-STF

“As palavras têm força”, lembrou o ministro Gilmar Mendes, nesta candente intervenção feita no plenário do Tribunal Superior Eleitoral, ao comentar a famosa declaração de Dilma sobre “fazer o diabo” em época de campanha eleitoral.

– Será que fazer o diabo significa até fraudar a eleição? — pergunta o ministro, exaltado.

Ele criticou ainda mais pesadamente o ex-presidento Lula por haver dito, a 26 de outubro passado, dirigindo-se a Dilma, do alto de um palanque: “Eles não sabem do que somos capazes de fazer para garantir a sua reeleição”.

Vejam e ouçam vocês mesmos:

Tucanos e aliados rejeitam diálogo e apostam no 3º turno

Para fustigar o governo, oposição pediu auditoria da votação presidencial no segundo turno e promete mais ações

Confirmada a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), lideranças do PSDB e de partidos aliados rechaçam qualquer possibilidade de diálogo com o Executivo e já atuam para fustigar o governo provocando um terceiro turno das eleições presidenciais. A iniciativa mais recente foi o pedido junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de auditoria na votação do segundo turno vencida pela petista, que recebeu 54,5 milhões (51,64%) de votos contra 51 milhões de votos (48,36%) de Aécio.

AP

Partido de Aécio Neves adota ações para pressionar governo Dilma

Leia mais: Sem coligações proporcionais, Dilma teria mais poder de fogo no Congresso

PSDB pede auditoria do resultado da eleição presidencial ao TSE

Contra PT, PSDB estuda apoio ao PSB na disputa pelo comando da Câmara

Cunha mostra força para desafiar Temer

“Esse clima de revanche, de terceiro turno, é pernicioso e faz muito mal à democracia”, critica o cientista político e diretor acadêmico da Fundação Escola de Sociologia e Política do Estado de São Paulo, Aldo Fornazieri, que se diz favorável às investigações da Petrobras e, inclusive, à instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigue a estatal na próxima legislatura. Para Fornazieri, no entanto, ao adotar a postura de pedir uma auditoria da votação do segundo turno, “os tucanos mostram que estão ressentidos com o resultado da eleição e sugerem à sociedade que o processo eleitoral está sob suspeita. Isso abala a legitimidade da democracia”.

No documento em que solicitam a auditoria da votação, os tucanos afagam o TSE ao mesmo tempo em que colocam em xeque a lisura do processo eleitoral.

“Temos absoluta confiança de que o Tribunal Superior Eleitoral cumpriu seu papel, garantindo a segurança do processo eleitoral. Todavia, com a introdução do voto eletrônico, as formas de fiscalização, auditagem dos sistemas de captação dos votos e de totalização têm se mostrado ineficientes para tranquilizar os eleitores quanto a não intervenção de terceiros nos sistemas informatizados”, informa o texto assinado pelo Diretório Nacional do PSDB.

Sem diálogo

Agência Brasil

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) descarta qualquer diálogo com o Planalto

Para o estudioso da PUC-SP, “um grupo pequeno, mas barulhento da oposição” está patrocinando um movimento para fustigar o governo, mas Arruda defende que ele não seria consensual dentro do PSDB, já que “ao mesmo tempo em que o senador Aloysio Nunes nega dialogar com o governo, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin [São Paulo] acena com entendimentos com o governo federal para tentar resolver a crise de abastecimento de água”.

Já o professor de Ciência Política da Universidade de Brasília (UnB), David Fleischer avalia que “o terceiro turno já começou no Congresso Nacional, sem um período de lua de mel entre o governo e o Legislativo”.

Para Fleischer, no entanto, a ideia de terceiro turno capitaneada pelo PSDB, com uma proposta de impeachment de Dilma “é uma visão extremamente exagerada”, tese também defendida por Pedro Arruda. O cientista político da PUC afirma que, do ponto de vista legal, não há fato que possa interromper o mandato de Dilma Rousseff. Isso porque, segundo sua interpretação, “o próprio advogado do doleiro Alberto Yousseff negou que seu cliente tenha citado a presidente e seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva”

Fleischer coloca outro protagonista no terceiro turno: o PMDB. E explica: “O presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) acusa o PT de patrocinar sua derrota na disputa ao governo do Rio Grande do Norte e agora vai atuar para que a agenda de pauta da Casa trabalhe contra o Planalto”.

“Maior prova disso foi ele [Alves] ter agendado a votação dos conselhos populares, com PT, PCdoB e PSOL acuados e com o PMDB e a oposição votando contra”, lembra o professor da UnB.

David Fleischer prevê que o governo terá ainda mais uma derrota com a Medida Provisória (MP) de autoria do Executivo que transfere ao Planalto a indicação do novo superintendente da Polícia Federal, que hoje é feita pelo Ministério da Justiça.

O professor da UnB diz que as dificuldades vão aumentar ainda mais. Isso porque o PMDB deve indicar à sucessão de Alves na Casa o deputado fluminense Eduardo Cunha, um ferrenho adversário de Dilma.

“Será necessário que Dilma tenha um jogo de cintura muito grande com esse novo Congresso. Ela nunca foi boa de diálogo e precisará de um ministro de Relações Institucionais muito forte e com autonomia para evitar ainda mais desgaste”, comenta.

No parlamento

“O que estamos vivendo é uma tentativa de terceiro turno” (Afonso Florence – PT/BA)

Ligado ao senador Aécio Neves, o deputado federal reeleito Marcus Pestana (PSDB-MG) classifica a iniciativa tucana de rever a votação do segundo turno como “uma auditoria. Não tem nada disso [de terceiro turno ou de impeachment]”..

Já o deputado Afonso Florence (PT-BA), suplente da CPMI da Petrobras, crava que “o que estamos vivendo é uma tentativa de terceiro turno”. Em reação à campanha tucana, o petista protocolou convites aos senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e Álvaro Dias (PSDB-PR), por exemplo, no intuito de apurar o envolvimento do ex-presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra (falecido neste ano), numa suposta tentativa de abafamento da CPMI da Petrobras.

O deputado federal reeleito Jean Wyllis (PSOL) classificou como “golpismo” a iniciativa tucana que, nas palavras dele, “é uma tentativa de desestabilizar o governo”.

Veja a entrevista completa do deputado Jean Wyllis ao iG

Provocado se o PSDB não estaria forçando um terceiro turno, o líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Antonio Imbassahy reage: “O PSDB só está em sintonia com os 50 milhões de eleitores de Aécio Neves”.

O secretário nacional de organização do PT, Florisvaldo Souza, entende que com a estratégia do terceiro turno “o PSDB mostra que ainda não assimilou o resultado do processo eleitoral” e classificou a tentativa de auditar a votação do segundo turno como uma “trapalhada”.

“O PSDB se reinventou, ganhou mais coragem para enfrentar a propaganda petista”. (Marcus Pestana, deputado federal PSDB/MG)

Fortalecimento tucano

O parlamentar Marcus Pestana destaca que seu partido não tem interesse em prolongar o processo eleitoral porque o PSDB saiu fortalecido da eleição e virá ainda mais forte na sucessão municipal de 2016 e na presidencial em 2018.

“O PSDB saiu fortalecido e animado do processo eleitoral. O PSDB se reinventou, ganhou mais coragem para enfrentar a propaganda petista, passou a valorizar mais o governo Fernando Henrique Cardoso, se encontrou com as ruas. Fizemos eventos com Aécio que reuniram 30 mil, 40 mil pessoas”, enumera.

Ainda que negue a tese do terceiro turno, Pestana admite: as eleições seguem nas redes sociais ainda hoje e essa mobilização tem feito com que milhares de jovens em todo o Brasil procurem o partido para se filiar.

Prorrogando a CPI

Em outro movimento comandado pelos tucanos no âmbito da CPMI da Petrobras, entre os 476 requerimentos em tramitação, se destacam convites para que tanto a presidente reeleita quanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sejam chamados a depor. Os mesmos foram protocolados pelo deputado Izalci Lucas (PSDB-DF).

Líder dos tucanos na Câmara, Antônio Imbassahy informou que seu partido já conversa com deputados eleitos para abrir uma nova CPI da Petrobras na próxima legislatura que será empossada em fevereiro. “Vamos criar um banco de dados a partir da investigação atual e avançar porque as denúncias de corrupção são muito graves”.

O tucano argumenta que o próprio procurador-geral da República Rodrigo Janot classificou as denúncias como “devastadoras” e que esse argumento é suficiente para dar continuidade à apuração.

Quanto ao pedido de diálogo proposto por Dilma, logo no primeiro discurso depois de reeleita, Antônio Imbassahy relatou que o PSDB capitaneou uma reunião com os partidos da oposição (DEM, PPS, SDD) na última terça-feira (28) e classificou a oferta de Dilma como “uma cilada, uma armadilha”.

Outra estratégia dos tucanos é apresentar uma candidatura alternativa à presidência da Câmara. De acordo com Imbasssahy, “o País não aceita que o vice-presidente Michel Temer faça uma reunião com a presidente Dilma e saia de lá dizendo que o presidente da Câmara será fulano e do Senado será cicrano”.

O líder tucano na Câmara estima que os partidos de oposição tenham um nome ainda neste mês. Júlio Delgado (PSB-MG), que já concorreu à vaga, é um dos favoritos.

Petrobras: TCU encontra superfaturamento até em compra de mandioca

aipimConhecida no país por nomes diferentes, a critério de cada região, a mandioca, macaxeira ou aipim foi adquirida pela Petrobras com superfaturamento nos contratos. Segundo constatação do Tribunal de Contas da União (TCU), na parcela dos custos com alimentação, a mandioca foi comprada para café da manhã nos canteiros de obras da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, por R$ 2,28 a cada 220 gramas.
Mas, técnicos do TCU verificaram junto à Ceasa de Pernambuco e perceberam que o custo para a porção de 220 gramas do aipim era de R$ 0,39, no máximo.
A Polícia Federal investiga superfaturações na estatal desde 2011 em contratos das obras da refinaria pernambucana.
Nesse caso dos gastos exagerados com a alimentação, o valor superfaturado chegou a R$ 37 milhões, segundo auditores do TCU.
Intimados para explicarem os gastos, os gerentes da Petrobras responsáveis pela contratação disseram a PF que a compra de itens regionais é uma exigência dos trabalhadores. “A convenção coletiva dos trabalhadores da indústria da construção pesada exige que o café da manhã respeite os regionalismos. No caso do Nordeste, são um túberculo e uma proteína. Sem macaxeira ou inhame e sem galinha ou carne, a obra para”, disse Flávio Casa Nova à PF, gerente de implementação da obra na Abreu e Lima.

70% das cidades do Piauí podem ficar sem receber o décimo terceiro salário

Notícia da redução dos repasses federais deixou muita gente preocupada.
Verba federal para despesas dos municípios foi reduzida pela 4ª vez.

Contratos de serviços assinados com prefeituras do Piauí estão comprometidos. É que a verba federal destinada para as despesas foi reduzida pelo quarto mês consecutivo, e sem o recurso, funcionários de 70% das cidades podem ficar sem receber o décimo terceiro salário.

A notícia da redução dos repasses federais deixou muita gente preocupada nos municípios. Em Nazária, a 30 km ao Sul de Teresina, a maioria dos mercadinhos ainda não aderiu ao cartão de crédito, tudo vai para o caderno de fiado e se o dinheiro parar de circular a situação piora. “Cai muito as vendas, porque o pessoal da cidade sobrevive praticamente da prefeitura e se os repasses não vierem terá gente passando fome mesmo”, disse o comerciante Antônio Fernandes.

A preocupação dos prefeitos é com o pagamento do 13º salário dos servidores. A Associação Piauiense de Prefeitos calcula que atualmente 70% das prefeituras não tem dinheiro para arcar com as despesas.

Em 164 cidades piauienses a queda no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) é de 36,4.  Em Mosenhor Gil, a 50 km da capital, em agosto a prefeitura da cidade recebeu R$ 459 mil, em setembro foi R$ 403 mil e agora em outubro a projeção é de R$ 297 mil.

O prefeito Francisco Pessoa afirmou que o município está em crise e 11 funcionários foram demitidos e há três meses não paga parte dos fornecedores e prestadores de serviço. “Todos os órgãos tem que funcionar, porém não podemos segurar muitos funcionários, pois é muitos constrangedor colocar para trabalhar e não poder pagar”, argumentou.

Nas pequenas cidades do Piauí os moradores reclamam da qualidade dos serviços públicos principalmente nas áreas da educação e saúde. “Os políticos não investem no que é para ser investido, não usam os recursos adequadamente, isso é o que acontece”, falou uma moradora deMonsenhor Gil.

 

 

Eleitor tem 60 dias para levar justificativa de ausência de voto a cartórios eleitorais

justificarO eleitor que esteve fora do domicílio eleitoral neste domingo (26) tem 60 dias para levar o Requerimento de Justificativa Eleitoral a qualquer cartório eleitoral ou enviá-lo, via postal, ao juiz da zona eleitoral onde está inscrito.

Aqueles que não estiverem em dia com a Justiça Eleitoral ficam impedidos de obter passaporte ou carteira de identidade, participar de concursos públicos e obter empréstimos em estabelecimentos mantidos pelo governo.

Para quem não justificou o voto no primeiro turno, mas votou no segundo, deve levar o requerimento acompanhado de documento que comprove as razões da ausência até o dia 4 de dezembro. Conforme técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), serão aceitos passagens ou atestado médico. (Agência Brasil)

Petrobras derrete, dólar dispara: calma que vai piorar!

Como o previsto, a vitória de Dilma, em parte já antecipada pelos mercados por causa das pesquisas e agora confirmada, jogou gasolina na fogueira do pessimismo (realismo?) dos investidores. Seu discurso de vitória tampouco serviu para aliviar: vem plebiscito por aí, eis sua grande “mudança”.

A corrida para o dólar é imediata, e ele já vale quase R$ 2,55, com tendência clara de alta. Isso significa que todos nós acordamos mais pobres em relação ao resto do mundo. Nosso dinheiro compra menos bens e serviços no exterior, os importados ficam mais caros, e a inflação sobe. Eis o gráfico que assusta:

Dólar x Real. Fonte: Bloomberg

Além disso, o mais previsível também ocorreu até agora: o “kit eleição”, formado pelas estatais, despencou. A Petrobras cai até o momento em que escrevo mais de 13% no dia, que mal começou. É sangria desatada, pânico, desespero. Mas nada sem fundamento, claro. Os investidores atentos sabem muito bem o que mais quatro anos de PT pode significar para a empresa: sua completa destruição! Vejam:

Petrobras ON. Fonte: Bloomberg

Como podemos ver, a reeleição de Dilma já faz sua primeira vítima: todos aqueles trabalhadores de classe média que investiram sua poupança nas ações da estatal por meio do FGTS e acordaram bem mais pobres hoje.

A “nova classe média” que finalmente conseguiu viajar para o exterior pela primeira vez, com muita celeuma do próprio governo, terá de arcar agora com uma moeda bem mais desvalorizada também. Os custos do equívoco de ontem estão apenas começando. Podem ficar tranquilos, pois vai piorar. Especialmente quando Dilma anunciar seu novo ministro da Fazenda, uma grande “mudança”…

Rodrigo Constantino

Atos organizados no Facebook pedem impeachment de Dilma após reeleição

Em toda história do Brasil, apenas um presidente da República perdeu o mandato em um processo de impeachment- Fernando Collor de Mello, em 1992

Após a divulgação dos resultados das eleições realizadas no último domingo (26), que resultou na reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) por mais quatro anos, uma onda de descontentamento tomou conta das redes sociais. Revoltados, eleitores-internautas que eram contra o segundo mandato da petista já articularam uma possível saída da presidente.

Em um site de ativistas conhecido como Avaaz, que promove petições onlines em diversos locais do mundo, foi criado um abaixo-assinado que pretende reunir cinco milhões de assinaturas digitais para pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

De acordo com o juiz Geovany Cardoso Jeveaux, para sofrer impeachment, é preciso que a presidente cometa crimes de responsabilidade.

“É necessário apurar o que diz a lei de crime de responsabilidade, que é a lei que define os crimes. Para acontecer impeachment é preciso que ocorra um crime administrativo público. Algo equivalente ao que aconteceu com o Collor. Um caso típico de apropriação pública. É preciso provar que houve favorecimento ou apropriação do dinheiro público. Se provado, acontece um julgamento específico, no Congresso Nacional”, afirmou.

Segundo o magistrado, se as denúncias relativas ao esquema para desviar recursos da Petrobras para financiar partidos políticos foram comprovadas, o pedido de impeachment pode ser validado.

Até a manhã desta segunda-feira (27), mais de 800 mil pessoas aderiram à campanha que afirma ter sido criada “para acabar com a corrupção, desvio de dinheiro público, sucateamento da saúde, das estradas, da educação, segurança pública e outros”, conforme o site. ‘A presidente Dilma, que foi eleita pelo povo brasileiro, está traindo o povo e dando continuidade ao idealismo esdrúxulo do PT’, diz a petição. :: LEIA MAIS »

NORDESTE DÁ VITÓRIA A DILMA!

DILMA É REELEITA EM DISPUTA APERTADA

ITAPETINGA: AÉCIO VENCE DILMA COM 3500 DE FRENTE

dilma hojeNeste domingo (26) aconteceu a disputa do segundo para Presidente e Governador, durante todo dia a votação foi tranquila e não houve incidentes.

Na Bahia houve apenas eleição para presidente, em Itapetinga o resultado saiu muito rápido.

AÉCIO NEVES venceu DILMA com uma grande vantagem.

AÉCIO NEVES: 18.517 votos

DILMA: 15.064

Diferença: 3.453

LUIZ FERNANDO PEZÃO ( PMDB ) É REELEITO

pezão

O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB),  eleito governador do Rio de Janeiro.

Vice-governador desde 2007, o peemedebista assumiu o cargo em abril, após a renúncia do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB). Ele não poderá concorrer de novo ao posto em 2018.

Pezão baseou sua campanha apresentando-se como um homem simples e interiorano. Buscou se desvincular de Cabral, que renunciou com a popularidade em baixa após os protestos de junho de 2013. Ele defendeu as políticas públicas da gestão, como as UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) evitando mencionar o nome do antecessor.

No segundo turno, passou a criticar o adversário, bispo licenciado da Igreja Universal, por supostamente misturar política e religião. Veiculou propagandas atacando práticas da cúpula da denominação religiosa e de seu líder, o bispo Edir Macedo, tio de Crivella

AÉCIO VENCEU 80,4% DOS VOTOS VÁLIDOS, E DILMA TEVE 19,6%

ENCERRADA EM VÁRIOS PAÍSES, NA AUSTRÁLIA ELE TEVE 80,4% DOS VOTOS VÁLIDOS

Aécio de branco

Já foi encerrada a votação para presidente da República em vários países, e em alguns deles a apuração já foi encerrada. Na Austrália,  deu Aécio Neves (PSDB).  O candidato tucano obteve 80,4% dos votos válidos, enquanto a candidata do PT, Dilma Rousseff, ficou com 19,6%.

Na Austrália, a votação ocorreu em várias seções instaladas na capital australiana, Camberra, e nas cidades de Melbourne e Perth. Aécio foi o mais votado em todas elas. Em Melboune, por exemplo, Aécio somou 85% dos votos.

O primeiro país a encerrar o pleito foi a Nova Zelândia, onde os eleitores começaram a votar às 8h do horário do local, equivalente às 17h de ontem (4) no horário de Brasília.

As votações também já se encerraram na Coreia do Sul, no Japão, em Timor Leste, Cingapura, nas Filipinas, na Indonésia, Malásia, Tailândia, China, em Taiwan, na Índia, nos Emirados Árabes e na Rússia, países com grande diferença de fuso horário com relação ao Brasil.

Mais de 350 mil eleitores que vivem fora do Brasil estão aptos a votar nestas eleições. Eles estão espalhados por 135 cidades de 89 países.

O maior eleitorado fora do Brasil está nos Estados Unidos, com 112,2 mil pessoas, seguido do Japão, com 30,6 mil, de Portugal, com 30,4 mil, da Itália, com 20,9 mil, e Alemanha, com 17,5 mil.

Mesmo estando aptos a votar, os brasileiros que vivem em países onde há menos de 30 eleitores não irão às urnas.

A divulgação oficial dos resultados só ocorrerá a partir das 20h de Brasília, quando a votação for encerrada em todo o País. Os eleitores nos estados do Acre, Amazonas, de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Roraima têm fuso de duas e três horas a menos em relação a Brasília.

Aécio é mais votado entre cidadãos brasileiros residentes na China

Aécio de branco
Os votos dos brasileiros que votaram na China já foram contabilizados e, no país governado pelo Partido Comunista, o candidato à presidência Aécio Neves (PSDB) é o preferido. O tucano recebeu 218 votos, contra 63 da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT). A votação foi encerrada pontualmente às 17h (7h no horário de Brasília). Entre os 604 cidadãos brasileiros residentes no país, uma parte mal fala português e tem pouca informação sobre a política brasileira.

ITAPETINGA: CARREATA HISTÓRICA PRÓ-AÉCIO

carr 45

Itapetinga foi surpreendida na tarde de sábado (26) por uma carreata histórica, a qual foi espontânea e contou com a participação de milhares de pessoas.

car4

A concentração foi no Parque de exposições, de onde saiu e percorreu os quatro cantos da cidade, e onde passava, sempre recebia sinal de aprovação.

car5

O movimento foi tão surpreendente que os organizadores ficaram admirados, pois muitas pessoas que não fazem parte de partidos políticos, estavam lá para participar da grande mudança que o Brasil precisa.

car6

car7

car8

Itapetinga disse sim a mudança e a oposição do município mostrou força, pois não houve se quer, doação de cerveja e gasolina. Segundo os organizadores, a passeata contou com aproximadamente mil carros.

O povo foi pra rua e mostrou o que Itapetinga realmente quer. Agora é só esperar qual vai ser o resultado nas urnas aqui no município.

Por Eliomar Barreira

CNT/MDA: Aécio tem 50,3%, Dilma, 49,7%

CNT/MDA: Aécio tem 50,3%, Dilma, 49,7%

Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte CNT/MDA divulgada neste sábado (25) mostra empate técnico entre Aécio Neves e Dilma Rousseff, com vantagem numérica para o tucano. Segundo a pesquisa, Aécio tem 50,3% dos votos válidos, contra 49,7% de Dilma. Na contagem espontânea, Aécio tem 44,4%, e Dilma registra 43,3%. Para a agência de notícias da entidade, o debate da Rede Globo pode ter influência no processo decisório. A pesquisa foi realizada 23 e 24 de outubro de 2014 e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR – 01199/2014. Foram entrevistadas 2.002 pessoas de 137 municípios de 25 Unidades da Federação.
Book-Center-Itapetinga
UNOPA-LATERAL
cardioset
expor-flor3
ótica-Itapuã
banner-12
banner--engenharia
ecologicar
mineraz
17022028_1650269021949219_7964221707426653921_n
mais acessadas
gerado por GADWP 


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia