sr

Delúbio Soares e jornalista ligado ao ex-ministro José Dirceu foram conduzidos de forma coercitiva a prestar depoimento

O empresário de comunicação Ronan Maria Pinto, dono do Diário do Grande ABC, e o ex-secretário-geral do PT, Silvio Pereira, foram presos na manhã desta sexta-feira (1º), na Operação Carbono 14, que compreende à 27ª fase da Lava Jato, da Polícia Federal.

O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o jornalista Breno Altman, próximo ao ex-ministro José Dirceu, foram conduzidos coercitivamente [quando o investigado é levado para depor e liberado] à delegacia para prestar depoimento.

Delúbio foi condenado a 6 anos e 8 meses de prisão sob acusação de ter sido, ao lado de Dirceu, Silvo e José Genuíno, um dos idealizadores do esquema do “mensalão”. Condenado em 2012, foi autorizado pelo Superior Tribunal Federal (STF) em 2014 a cumprir a pena em casa.

Doze ordens judiciais foram expedidas e seguem em cumprimento por cerca de cinquenta policiais federais. São 8 mandados de busca e apreensão, 2 de prisão temporária, 2 de condução coercitiva.