'Fake News': Não há provas de que chá e água quente 'matem' coronavírus, diz infectologista

Após o Brasil confirmar o primeiro caso de coronavírus (veja aqui), os brasileiros passaram a se preocupar ainda mais com a doença, e algumas correntes sobre métodos para evitar a contaminação começaram a circular no WhatsApp. Como exemplo, uma notícia que foi bastante repassada ao longo desta quinta-feira (27) foi que “beber água ou chá quente mata o coronavírus, pois o mesmo não sobrevive a mais de 26º”. Ao Bahia Notícias, o médico infectologista da Vigilância Epidemiológica do Estado, Antônio Bandeira, afirmou que não existe nenhuma comprovação de que esses procedimentos evitem o vírus Covid-19. 

“Chá Doce, Erva Doce, são tudo crendices. Não é que esteja errado, as pessoas podem tomar, mas não há uma comprovação que impeça ou melhore a infecção”, disse Bandeira.

“As formas de prevenção são bem conhecidas. Quais são? Higienização frequente das mãos. As pessoas precisam higienizar bem antes de levar as mãos a boca, olhos, pegar em alimentos… É fundamental. Segundo lugar, quem tiver com sintomas respiratórios, vírus, essa pessoa deve usar aquela máscara cirúrgica, para diminuir as chances de transmissão. Outra coisa, sempre que for tossir ou espirrar, deve sempre fazer isso no cotovelo. Essas são as recomendações mais importantes”, completou.

RK