correios1

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Emmanoel Pereira, nesta tarde de quinta-feira (28), reconheceu como abusiva a paralisação de empregados dos Correios, iniciada no último dia 19.

De acordo com magistrado, neste caso, “cabe ao empregador adotar as providências que entender pertinentes, conforme sua conveniência, partindo da premissa de que para tais trabalhadores não há greve, mas simplesmente ausência ao trabalho, desvinculada de qualquer movimento paredista”.

Diante da decisão, os empregados que aderiram à paralisação devem retornar aos seus postos de trabalho imediatamente.

RK