sebrae
banner-130
engen22
mineraz
setembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

:: 22/set/2021 . 21:01

ITAPETINGA: HAVERÁ INTERRUPÇÃO DO FORNECIMENTO DE ÁGUA PARA O BAIRRO SÃO FRANCISCO, NESTA QUINTA-FEIRA, 23/09.

O SAAE de Itapetinga informa aos seus usuários que, por motivo de manutenção em trecho da rede de água, haverá interrupção do fornecimento para o bairro São Francisco de Assis, no período de 7:30h às 17:00h, desta quinta-feira, dia 23/09. Solicitamos a economia no uso do seu reservatório residencial durante o período de execução dos serviços. Agradecemos a atenção e compreensão de todos. A Direção. FONTE: ASCOM/ SAAE DE ITAPETINGA

RK

OPERAÇÃO CARTEL FORTE: QUATRO PESSOAS SÃO DENUNCIADAS POR ESQUEMA CRIMINOSO NO DETRAN

O Ministério Público estadual denunciou ontem, dia 21, Adriano Muniz Decia, Catiucia de Souza Dias, Rafael Ângelo Eloi Decia e Ivan Carlos Castro do Carmo por associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Os quatro foram apontados pela Operação Cartel Forte como operadores de esquema criminoso montado na prestação de serviço de estampamento de placas veiculares junto ao Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-Ba). Esta é a terceira denúncia oferecida pela operação coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), desde que ela foi deflagrada, no dia 10 de fevereiro de 2021.

Na denúncia, o Gaeco explicou que a associação criminosa surgiu para praticar crimes de cartel, falsidade ideológica, fraude em licitações e lavagem de capitais. O Gaeco afirmou ainda que, ao menos em uma operação financeira, os créditos utilizados para remunerar as cotas dos empresários do cartel vinham de um elaborado mecanismo de lavagem de capitais que utilizava um “stand” de eletrônicos situado na 25 de março, em São Paulo. O “stand” movimentou mais de R$80 milhões em dois meses. Todas as operações de lavagem eram precedidas de alienação de Criptoativos.

RK

INTEGRANTE DO BARALHO DO CRIME MORRE EM CONFRONTO COM A POLÍCIA

Um homem que integrou o “Baralho do Crime” da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) morreu em troca de tiros com a Polícia Militar, na terça-feira (21), depois de ser flagrado viajando em um ônibus do intermunicipal carregando explosivos.. O caso ocorreu em Ibitiara, cidade a cerca de 300 km distante de Salvador.

De acordo com a SSP, equipes da 29ª CIPM receberam informações que um homem estava armado dentro do veículo, que viajava para Salvador, e montaram uma abordagem. Na tentativa de prisão, o suspeito desceu do ônibus e correu para uma área de matagal.

Ainda segundo o órgão de segurança, houve uma troca de tiros e o homem morreu. A polícia apresentou quatro explosivos, além de uma pistola calibre 7.65, carregador, munições e um quilo de maconha que teriam sido apreendidos com o suspeito.

RK

SEM COLIGAÇÕES, SENADO APROVA PEC DA REFORMA ELEITORAL

Sem coligações, Senado aprova PEC da reforma eleitoral

O plenário do Senado Federal aprovou, nesta quarta-feira (22), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma Eleitoral, que altera a legislação eleitoral, por 66 votos a 3. O texto foi aprovado por 70 votos a 3, em primeiro turno, e por 66 votos a 3, em segundo turno.

A volta das coligações nas eleições de deputados e vereadores, no entanto, foi retirada do texto. Mas foram mantidas algumas alterações do texto vindas da Câmara dos Deputados, como os mecanismos para incentivar candidaturas de negros, indígenas e mulheres.

Pontos aprovados nas duas casas legislativas ainda devem ser promulgados pelo Congresso Nacional.

RK

STJ FIRMA ENTENDIMENTO E DIZ QUE TER ITEM DE CULTIVO DE MACONHA PARA USO PESSOAL NÃO É CRIME

STJ firma entendimento e diz que ter item de cultivo de maconha para uso pessoal não é crime

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) firmou o entendimento de que a posse de objeto para cultivar maconha não pode ser enquadrada no Artigo 34 da Lei de Drogas, que prevê pena de três a dez anos de reclusão para esse tipo de crime, se o plantio for destinado exclusivamente para o consumo próprio.

Segundo a Agência Brasil, com esse entendimento, os ministros do STJ concederam um habeas corpus para garantir que um homem flagrado com 5,8 gramas de haxixe e oito plantas de maconha não seja processado pelo Artigo 34 da Lei de Drogas, já que em sua casa foram encontrados também diversos materiais para o cultivo de maconha e extração de óleo da planta.

Pelo Artigo 34 da Lei 11.343/2006, é crime “fabricar, adquirir, utilizar, transportar, oferecer, vender, distribuir, entregar a qualquer título, possuir, guardar ou fornecer, ainda que gratuitamente, maquinário, aparelho, instrumento ou qualquer objeto destinado à fabricação, preparação, produção ou transformação de drogas”.

Tal dispositivo, contudo, só pode ser aplicado na hipótese em que a produção da droga seja destinada ao narcotráfico (Artigo 33 da Lei de Drogas), entendeu a relatora do caso no STJ, ministra Laurita Vaz. Já nos casos enquadrados como uso pessoal, isso não seria possível.

RK

CAIXA DEPOSITA 6ª PARCELA DO AUXÍLIO

Para os nascidos em fevereiro, valor será depositado e pode ser movimentado por aplicativo

O pagamento da 6ª e penúltima parcela do auxílio emergencial será feito nesta quarta-feira (22) para os trabalhadores informais nascidos em fevereiro, cadastrados pelo CadÚnico ou pelo site e app da Caixa. Para o grupo do Bolsa Família, recebem aqueles com o final 4 do NIS (Número de Identificação Social).

Os trabalhadores informais terão o valor primeiro depositado na conta digital e, depois, liberado para saque somente em 5 de outubro. Mas o valor depositado por ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem, para pagamento de boletos e compras

As transferências da sexta parcela vão até 3 de outubro, enquanto os saques serão realizados de 4 a 19 de outubro. Já o pagamento da sétima e última parcela vai de 20 a 31 de outubro, com saques no período de 1 a 19 de novembro.

Os integrantes do Bolsa Família recebem o auxílio emergencial conforme o calendário habitual do programa, de acordo com o número final do NIS. O calendário começou na sexta-feria (17) e vai até o dia 30, para quem tem final 0 do NIS.

Neste mês, 9,4 milhões que fazem parte do Bolsa Família serão beneficiados com o auxílio emergencial 2021. Para esse grupo, o valor total da folha de pagamentos é de mais de R$ 2,83 bilhões, com benefício médio de R$ 306,67.

6ª parcela (depósito na Poupança Social Digital):

Nascidos em janeiro: 21/9
Nascidos em fevereiro: 22/9
Nascidos em março: 23/9
Nascidos em abril: 24/9
Nascidos em maio: 25/9
Nascidos em junho: 26/9
Nascidos em julho: 28/9
Nascidos em agosto: 29/9
Nascidos em setembro: 30/9
Nascidos em outubro: 1º/10
Nascidos em novembro: 2/10
Nascidos em dezembro: 3/10

Saque em dinheiro nas lotéricas e caixas eletrônicos:

Nascidos em janeiro: 4/10
Nascidos em fevereiro e março: 5/10
Nascidos em abril: 6/10
Nascidos em maio: 8/10
Nascidos em junho: 11/10
Nascidos em julho: 13/10
Nascidos em agosto: 14/10
Nascidos em setembro: 15/10
Nascidos em outubro: 18/10
Nascidos em novembro e dezembro: 19/10

AF

PESQUISA REVELA QUE 55% DOS BRASILEIROS APOIAM HORÁRIO DE VERÃO

Uma pesquisa realizada pela Datafolha de 13 a 15 de setembro aponta que mais da metade dos brasileiros é a favor da volta do horário de verão. Segundo o instituto, 55% apoiam a iniciativa.

Outros 38% rejeitam adotar o sistema em que os relógios são adiantados em uma hora durante uma parte do ano para que haja uma hora a mais de claridade durante o dia. Os demais são indiferentes ou não souberam responder.

Uma pesquisa do Datafolha sobre o tema feita em setembro de 2017 mostrou que 58% aprovavam o programa, e 35% eram contra.

Em julho deste ano, o presidente descartou a volta do horário de verão. Mas em agosto, ele afirmou que pode retomar a prática se a maioria da população quiser

COVID: NÃO VACINADOS CONTRIBUEM PARA O SURGIMENTO DE NOVAS VARIANTES

Mutação do coronavírus ocorre em infectados e vacina reduz o risco de infecção; não imunizados têm 11 mais chance de morte.

Uma pessoa não vacinada contra a covid-19 não coloca em risco apenas a própria saúde, mas também a de todos, já que se torna foco para o surgimento de variantes. A mutação do coronavírus ocorre em infectados e a vacina reduz o risco de infecção, conforme explica o infectologista Renato Grinbaum, consultor da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia).

“A vacina faz com que o corpo tenha defesas contra o vírus. Uma pessoa vacinada até pode apresentar sintomas, porque o vírus é rápido, mas as defesas que já possui serão ativadas e dificilmente possibilitará que o vírus evolua de forma grave. Assim, uma pessoa vacinada, na maioria das vezes, não terá grande replicação viral, dificultando o surgimento de variantes, diferentemente de quem não recebeu o imunizante e não possui proteção contra o vírus”, afirma.

Grinbaum ressalta que o surgimento de novas variantes se dá durante o período de infecção pelo vírus, mas que a pessoa que serviu de desenvolvimeno para essa mutação provavelmente não experimentará suas consequências, apenas as que se infectarem na sequência.

“Se uma pessoa infectada desenvolver uma cepa mutante, provavelmente não sofrerá as consequências desta variante, mas poderá transmiti-la para outras pessoas”, aponta.

A infectologista Andyane Tetila, presidente da SIMS (Sociedade de Infectologia de Mato Grosso do Sul), explica que as mutações de um vírus são um evento natural e esperado dentro do seu processo evolutivo. A maioria não provoca grande impacto na doença, mas podem surgir cepas mais transmissíveis e letais.

“Quando um vírus está circulando amplamente entre a população, a probabilidade de sofrer mutação aumenta. Quanto mais oportunidades um vírus tem de se espalhar, mais ele se replica”, afirma.

“A maioria das mutações virais têm pouco ou nenhum impacto na capacidade do vírus de causar infecções e doenças. Mas, dependendo de onde as alterações estão localizadas no vírus, podem afetar as suas propriedades, como a transmissão ou gravidade”, acrescenta.

Andyane alerta para as variantes consideradas de preocupação pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que podem ser mais transmissíveis, com maior risco de escapar de vacinas e com maior potencial para provocar doença grave. A OMS classifica quatro variantes do coronavírus como de preocupação: Alfa (Reino Unido), Beta (África do Sul), Gama (Brasil) e Delta (Índia).

“Existem novas variantes que permanecem com a mesma característica do vírus original e outras que compõem linhagens com maior transmissão, maior chance de desenvolver a doença e mais formas de escapar da proteção fornecida pelas vacinas Essas mutações são denominadas variantes preocupantes”, explica.

Segundo dados do Vacinometro do R7, o número de brasileiros não vacinados com nenhuma dose do imunizante contra a covid-19 é de 69,9 milhões, cerca de 33% da população.

“A melhor forma de se evitar o surgimento de novas variantes seria na manutenção das medidas de prevenção de transmissão do vírus. Evitando que o vírus circule”, afirma a infectologista. As principais medidas de prevenção são a vacinação, uso de máscara, distanciamento, evitar aglomerações e higiene das mãos.

Segundo um relatório do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), do governo dos Estados Unidos, divulgado no dia 10, além de contribuírem para o surgimento de variantes, pessoas não vacinadas têm 11 vezes mais chance de hospitalizações e morte por covid-19 em relação àquelas que receberam vacina.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia